Juízes não escolhem ministros, decisão de Dilma é superior, diz Henrique Fontana

Brasília - O deputado federal Henrique Fontana (PT-RS) assegurou nesta quinta-feira, 17, que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deve continuar no cargo de ministro-chefe da Casa Civil. Segundo ele, "não são juízes de 1ª instância que escolhem ministros no País". Na opinião do deputado, a decisão da presidente Dilma Roussef é superior à do juiz federal Itagiba Catta Preta Neto, que determinou nesta quinta a suspensão da posse de Lula. "O ex-presidente tem prerrogativa de atuar como ministro."

Fontana disse que os "juízes podem fazer o que quiserem, mas é Dilma quem decide" sobre o ministério. "Tenho segurança da constitucionalidade e do interesse público com a posse de Lula", afirmou Fontana.

O deputado petista também criticou o juiz Sergio Moro, responsável pela Operação Lava Jato. "Moro é partidário, não há dúvidas de que a Justiça está agindo de maneira política no Brasil." Fontana acredita que Moro "decidiu" que Lula é um criminoso e agora quer comprovar sua tese.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos