Rosso vai deixar liderança do PSD enquanto presidir comissão do impeachment

Brasília - O deputado federal Rogério Rosso (PSD-DF) anunciou que irá se afastar temporariamente das atribuições institucionais de líder do partido. Em nota divulgada nesta sábado, 19, a assessoria de Rosso esclarece que o afastamento da liderança ocorrerá durante os trabalhos da comissão especial da Câmara que analisará o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, uma vez que o deputado foi eleito presidente da comissão.

A decisão visa a "preservar sua imparcialidade e foco absoluto nos trabalhos da comissão". Rosso delegará a função de líder do PSD ao primeiro vice-líder, deputado Paulo Magalhães (BA), e demais vice-líderes da bancada. Magalhães tem um histórico político em partidos de oposição ao PT. Fez carreira no PFL, que depois virou o DEM. O ingresso dele no PSD ocorreu em 2011.

A intenção de Rosso é retomar as atividades de líder do PSD ao término dos trabalhos da comissão do impeachment.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos