Mesmo com promessa de protestos, Dilma vai despachar à tarde no Planalto

Brasília - A presidente Dilma Rousseff chegou no início da tarde desta segunda-feira, 21, ao Palácio do Planalto, depois de almoçar no Alvorada, e atualizou sua agenda para receber alguns ministros nesta tarde, mesmo com a promessa de novos protestos contra seu governo. Além disso, há a expectativa de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva possa vir a Brasília ainda hoje para atuar como ministro "informal".

Segundo a atualização de agenda, Dilma recebe agora o ministro das Comunicações, André Figueiredo. Às 16 horas, a presidente tem reunião com Antônio Carlos Rodrigues (Transportes) e, às 17h30, recebe Eduardo Braga (Minas e Energia). Depois de grandes protestos contra e a favor do governo no fim da semana passada, os grupos contrários à permanência da presidente Dilma Rousseff como chefe do Executivo prometeram um novo ato para hoje, em Brasília.

Por meio de redes sociais, está se compartilhando uma mensagem, sem sigla partidária, convocando as pessoas para "A manifestação dos 100 mil". O objetivo, como o nome do ato sugere, é colocar 100 mil manifestantes, às 17h, em frente ao Palácio do Planalto e pedir a saída da presidente Dilma. Os grupos que defendem o governo estão convocando uma manifestação em resposta a essa, para 31 de março, e a promessa é colocar 200 mil em frente ao Congresso Nacional.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos