Para líder do PPS, possíveis revelações de Silvio Pereira têm potencial explosivo

Brasília, 01 - O líder do PPS na Câmara dos Deputados, Rubens Bueno (PR), acredita que as possíveis revelações de Silvio Pereira, ex-secretário geral do PT, e do empresário Ronan Pinto, presos nesta sexta-feira, 01, têm "potencial explosivo". O nome dado para a operação é Carbono 14, um isótopo radioativo natural. Para Bueno, a 27ª fase da Lava Jato deve "interligar uma série de crimes cometidos por petistas e pode resultar em depoimentos que vão abalar de vez a estrutura da sigla".

"O governo está ciente de que os depoimentos ajudariam a implodir o PT. Não é à toa que a Lava Jato investiga se o PT usou de sua estrutura de corrupção para pagar pelo silêncio de Silvinho Pereira e do empresário Ronan Pinto", afirmou o parlamentar. Em nota, ele relembrou que pediu a convocação do empresário e do jornalista Breno Altman na CPI da Petrobras, em 2014, mas que a "blindagem do PT impediu a aprovação dos requerimentos".

No texto, Bueno ressalta ainda que a força tarefa da Lava Jato está realizando agora um trabalho que interliga denúncias antigas envolvendo o PT, como os esquemas de propina envolvendo lixo e transporte público em prefeituras paulistas, o assassinato do ex-prefeito Celso Daniel, o mensalão e o petrolão. "Estão traçando a linha do tempo dos crimes de uma organização criminosa que tomou de assalto o Estado brasileiro. Não é possível mais conviver com isso, a sociedade está indignada e o impeachment da presidente Dilma ganha mais força a cada dia."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos