Números de casos de H1N1 e de mortes pela doença dobram em 2 semanas

Brasília - O número de casos de H1N1 e o índice de mortes provocadas em decorrência da doença duplicaram em duas semanas. O País registrou 444 casos de síndrome respiratória grave até ao dia 26. No levantamento anterior, com dados até dia 12, a marca era de 188 casos. No mesmo período, o registro de mortes subiu de 30 para 71. Com isso, a taxa de letalidade da doença é de 15%.

Além do aumento importante do número de casos, a doença se espalha pelo País. Onze Estados registram infecções provocadas pelo vírus, dois a mais do que o registrado no boletim do dia 12 de março.

A maior parte dos casos continua concentrada na Região Sudeste, com destaque para São Paulo. O Estado concentra 372 registros da infecção, o equivalente a 84% do que foi contabilizado em todo o País.

Em três meses de 2016, o número de casos de H1N1 já é três vezes maior do que o contabilizado entre janeiro e dezembro de 2015.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos