'Conspirador Geral da República está instalado ao lado do Planalto', diz petista

Brasília - O líder do governo no Senado, Humberto Costa (PT-PE), fez duro discurso em plenário nesta terça-feira, 12, criticando as ações do vice-presidente da República, Michel Temer, e do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que trabalham para afastar Dilma Rousseff. Ele fez referência ao áudio vazado nessa segunda-feira, 11, em que Michel Temer, discursava como se já fosse presidente.

"Esse discurso escancara a fórmula absolutamente desleal e mesquinha com que o vice-presidente tem agido nas sombras. É a evidência, se é que alguém precisava de mais alguma, que temos o posto de Conspirador Geral da República instalado ao lado do Palácio do Planalto", afirmou.

O senador classificou a ação de Temer como "mais uma pataquada do vice-presidente" e alegou que ele perdeu a legitimidade para governar.

Humberto Costa também fez acusações ao presidente da Câmara, afirmando que Cunha operou em conjunto com o presidente da Comissão Especial do Impeachment, Rogério Rosso (PSD-DF), e o relator Jovair Arantes (PDT-GO), para aprovar a admissão do processo da presidente Dilma Rousseff. Segundo ele, o relatório de Jovair se trata de uma "aberração jurídica", que foi elaborada por encomenda pelos advogados de Cunha.

Novamente se referindo a Temer e Cunha, o líder do governo afirmou que ambos não deveriam estar em seus cargos políticos. "É vexatório. Nenhum deles merecem as cadeiras em que estão sentados, porque as utilizam claramente para a satisfação de vontades políticas ao trabalharem por esse golpe."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos