Deputados gritam 'não vai ter golpe' e 'fora Dilma' ao chegarem na Câmara

Brasília - O ambiente é de torcida antes da sessão de discussão do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, na Câmara. Nesta sexta-feira, 15, deputados da base governista e da oposição entraram às 7h45 no plenário aos gritos de "não vão ter golpe" e "fora Dilma". Eles aguardam a abertura as inscrições para discursos.

Antes dos parlamentares, falarão os autores da denúncia do impeachment e o advogado-geral da União (AGU), José Eduardo Cardozo, que defenderá a presidente. À esquerda do plenário estão os governistas e à direita, os da oposição.

Antes de o plenário ser aberto, os deputados se dividiram nas duas entradas e improvisaram lanches com bolachas e sucos. Cada lado organizou listas prévias de inscrição.

A petista Maria do Rosário (RS) chegou às 7h e era a segunda da fila governista. "Será uma sessão tensa, mas o País está atento e estamos defendendo a Constituição", afirmou.

O tucano Silvio Torres (SP) chegou no mesmo horário e foi o décimo oitavo entre os oposicionistas. "A democracia, com a aprovação do impeachment vai entrar em uma nova fase", declarou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos