Em discurso, líder do PSDB diz que lei vale para todos

Brasília - Após a defesa do líder do governo, José Guimarães (PT-CE), o líder do PSDB, Antonio Imbassahy (BA), fez discurso de ataque em sessão que discute o impeachment da presidente Dilma Rousseff.

O tucano afirmou que conversou com membros da comissão especial e da Câmara e está ciente de que a Casa não irá segurar o processo de impeachment. "A Câmara não vai barrar o impeachment diante da comprovação de crimes de responsabilidade. A lei vale para todos. A democracia e as instituições brasileiras precisam ser respeitadas", defendeu Imbassahy.

Ele concentrou seu discurso nas questões jurídicas do impeachment e falou que a presidente cometeu crime de responsabilidade. "Ao maquiar as contas públicas e emitir decretos sem autorização do Congresso, a presidente infringiu a Lei de Responsabilidade Fiscal e cometeu crime de responsabilidade", alegou.

O tucano também fez frente ao discurso da presidente e governistas que alegam que o impeachment se trata de um golpe. De acordo com ele, "o governo se apega à argumentação de quem será derrotado". Ao deixar o púlpito, o líder saudou o Brasil e seu Estado, a Bahia, unidade federativa com forte representação governista.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos