Processo de impeachment

Manifestantes contra e a favor de Dilma quase entram em confronto em Brasília

De Brasília

Um protesto em frente ao hotel onde o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está hospedado em Brasília terminou em confusão neste sábado (16). O hotel fica a cerca de 100 metros da entrada do Palácio da Alvorada, onde a presidente Dilma Rousseff está reunida com aliados. Por muito pouco, grupos contra e a favor do impeachment não entraram em confronto.

O protesto começou com cerca de 50 manifestantes gritando "Fora, Dilma". Eles inflaram uma mortadela em frente ao hotel. Em seguida, três ônibus com representantes de movimentos sociais chegaram ao local e foram para cima dos manifestantes pró-impeachment que ainda estavam no local. Só não houve briga porque a polícia interveio.

A confusão, porém, começou antes. Um dos manifestantes a favor do impeachment acusou os seguranças de Lula de agredi-lo. O estudante Kleber Luiz de Borba, 23 anos, disse que um homem que estava no comboio do ex-presidente parou o carro e saiu para atacá-lo. Ele mostrou as escoriações no tórax à reportagem. O jornal não conseguiu contato com a assessoria de Lula.

Logo após esse momento, cerca de dez viaturas policiais chegaram ao local e o grupo começou a se dispersar. Eles relataram que decidiram ir embora porque estavam com medo de serem agredidos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos