Vice-líder do governo já admite ser difícil reverter votação

Brasília, 17 - Ao atingir 208 votos favoráveis ao impeachment, o vice-líder do governo, Orlando Silva (PCdoB-SP), veio aos jornalistas para anunciar que, numericamente, seria difícil reverter a votação sobre a abertura de impeachment da presidente Dilma Rousseff na Câmara dos Deputados. "Este resultado sinaliza que a oposição vencerá. PP, PR e PMDB do Paraná não cumpriram a palavra. Dificilmente haverá reversão", disse Silva.

Ao ser informado do comentário de Orlando, outro vice-líder, deputado Silvio Costa (PTdoB-PE), se irritou e veio aos jornalistas dizer que o colega estava errado e não sabia fazer contas. "Nós estamos no jogo, sim. Se o deputado Orlando admite a derrota, ele não sabe fazer contas", disse, aos gritos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos