Cunha diz que quer participar de 'agenda para País sair da crise'

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), minimizou as críticas feitas por seus opositores durante a votação do impeachment e negou que elas o tenham causado constrangimento. Ele afirmou ainda que participará de "qualquer que seja o governo". "Vou participar da discussão de uma agenda para o País sair dessa crise. Não podemos mais permanecer nessa crise", disse.

"Não tem nenhum constrangimento", afirmou Eduardo Cunha, sobre as críticas recebidas. "Estou cumprindo meu papel. O que há é uma contestação política, achando que iam criar algum constrangimento que impedisse que a votação continuasse ou que eu fosse comprar briga, que eles queriam que eu comprasse", disse o peemedebista.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos