Para líder do governo, 'enquanto há vida, há esperança'

Brasília, 18/4/2016 - O vice-líder do governo, deputado Silvio Costa (PTdoB-PE), afirmou, há pouco, antes de se dirigir ao Palácio da Alvorada, esperar que o Senado "não cometa o mesmo erro da Câmara", que aprovou neste domingo a admissibilidade do processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff (PT). "Enquanto há vida, há esperança. Evidentemente agora vai começar uma nova batalha e espero que o Senado conserte o erro histórico que Câmara cometeu", afirmou.

Costa, que deixou a Câmara chorando após a derrota do governo, chegou ao acesso ao Alvorada ainda emocionado e com os olhos marejados. "Estou decepcionado, indignado, sou um ser humano." Ele não poupou ataques ao presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ). "A cassação será fruto do ódio e vingança de um bandido que estava conduzindo a sessão", disse o parlamentar, um dos principais articuladores do governo durante o processo.

Já sobre o vice-presidente Michel Temer (PMDB), Costa disse que tem nojo. "Tenho nojo desse cara que vem preparando esse golpe desde que fez armação para cima da presidente e foi articulador político. Eliseu Padilha (ex-ministro e braço direito de Temer) pegou o organograma da União e ofereceu cargos e ministérios", concluiu.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos