Consórcio diz que vai trabalhar 'incessantemente' para saber causa de desabamento

Rio de Janeiro - O consórcio Contemat/Concrejato, responsável pela obra da ciclovia que desabou parcialmente hoje no Rio, informou em nota que "vai trabalhar incessantemente até que sejam conhecidas as causas do acidente", ocorrido na manhã de hoje. Pelo menos duas pessoas morreram no desabamento.

"As prioridades neste momento são garantir o atendimento às vítimas e a seus familiares e dar início à apuração acerca das causas do acidente", informa o comunicado.

A empresa diz ainda que faz parte de um grupo com 64 anos de atuação no mercado, responsável por obras nos setores público e privado de grande importância no País. "A empresa segue todos os protocolos e normas de segurança, utilizando-se das mais modernas técnicas e equipamentos de construção", declara.

A ciclovia tem 3,9 quilômetros, 2,5 metros de altura e foi inaugurada no dia 17 de janeiro. A obra custou R$ 44,7 milhões. "O Consórcio Contemat/Concrejato venceu licitação, e todo o processo foi supervisionado pelos órgãos de fiscalização competentes", informa.

Mais cedo, o consórcio informou que uma equipe técnica estava no local, trabalhando em coordenação com a Secretaria Municipal de Obras.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos