Ministro do STF encaminha documentos de Cunha ao Conselho de Ética

  • Lalo de Almeida/Folhapress

Brasília - O ministro Teori Zavascki, relator da operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), encaminhou no final do dia de ontem (22), ao Conselho de Ética, os documentos relativos às investigações contra o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Cunha é investigado pelos colegas por suposta quebra de decoro parlamentar, acusado de ter mentido à CPI da Petrobras no ano passado, ao negar que tivesse contas secretas no exterior.

Os documentos enviados ao Conselho de Ética da Câmara fazem parte do conjunto de provas solicitadas pelo relator do processo na Casa, deputado Marcos Rogério (DEM-RO), como parte das investigações contra o peemedebista. Há aproximadamente duas semanas, o Banco Central encaminhou ao Conselho documentos que atestam que as contas de Cunha na Suíça nunca foram declaradas às autoridades brasileiras. Entre os documentos solicitados por Marcos Rogério ainda falta o compartilhamento de informações solicitadas à Procuradoria-Geral da República.

Até agora, os documentos encaminhados pelo ministro Teori Zavascki ainda não foram divulgados pelo Conselho de Ética. O relator precisa ser o primeiro a ter acesso ao conteúdo das investigações. O ministro do STF já havia comunicado ao Conselho que só compartilharia dados da Lava Jato que não comprometessem mais o andamento das investigações. Os documentos foram entregues no final do expediente de ontem.

Janot diz que Cunha é alvo de 2 novas denúncias no STF

  •  

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos