São Paulo registra aumento de roubos pelo segundo mês; homicídios caem

Em São Paulo

A cidade de São Paulo registrou aumento no índice de roubo pelo segundo mês consecutivo, segundo estatísticas divulgadas nesta segunda-feira (25), pela gestão Geraldo Alckmin (PSDB). Em contrapartida, o governo anunciou redução em outros índices de criminalidade referentes ao mês de março, entre eles homicídio, latrocínio e estupro. O Estado também teve recuo de casos de assassinato, de acordo com o governo.

Ao todo, foram feitos 14.405 registros de roubo na capital paulista em março, ante 14.217 no mesmo mês de 2015. O avanço foi de 1,3% na comparação entre os dois períodos. Em fevereiro, o índice já havia subido de 12.393 casos para 12.620 - uma alta de 1,83%. Já no acumulado do trimestre, houve variação negativa de 0,32% no crime.

Os dados de roubo referentes ao Estado de São Paulo ainda não foram publicados no site da Secretaria da Segurança Pública (SSP).

Homicídios

A SSP também voltou a divulgar queda nas ocorrências de homicídio na cidade de São Paulo. Em março, a capital registrou 79 assassinatos - 24 a menos do que no anterior, quando os registros oficiais apontam 103 casos.

O recuo é de 23,3%. Já em relação ao índice de vítimas de homicídios, houve queda de 28,07% no mês, descendo de 114 mortes em 2016 para 82 neste ano. Na soma do trimestre, os homicídios recuaram 23,89%, de 293 para 223 casos.

Na capital, os latrocínios caíram 25%, segundo a SSP, com nove ocorrências em março de 2016. No ano anterior, foram 12.

Por sua vez, o registro de estupro desceu de 197 ocorrências, em março de 2015, para 191, neste ano. A queda é de 3,04%.

Também houve redução nos índices de roubo de veículo (7,49%), roubo a banco (57,14%), roubo de carga (11,63%), furto (4,27%) e furto de veículo (7%).

Estado

Segundo a SSP, os casos de homicídio caíram 10,95% em março no Estado de São Paulo. Foram 309 registros no período deste ano, contra 347 em 2015. Ainda de acordo com a pasta, foi a primeira vez que o Estado ficou abaixo de mil vítimas na soma dos três primeiros meses do ano, com 918 pessoas assassinadas no primeiro trimestre de 2016. No ano anterior, foram 1.096.

Com a queda, a taxa de vítimas de homicídios no Estado caiu para 8,73 a cada 100 mil habitantes, segundo a pasta. Na capital, o índice é menor: 8,43 vítimas para cada 100 mil habitantes.

No Estado, também houve recuo de 18,75% no índice de latrocínio, com 26 casos notificados em março de 2016, ante 32 no ano anterior. As demais estatísticas do Estado ainda não foram informadas no site da SSP.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos