Claro diz que vai cumprir determinação da Justiça para bloquear WhatsApp

São Paulo - A Claro informou que vai cumprir a determinação da Justiça para bloquear o aplicativo WhatsApp, em todo o território nacional. O bloqueio foi determinado pela Justiça desde as 14 horas desta segunda-feira, pelo período de 72 horas. A decisão, da comarca de Lagarto, em Sergipe, determinou que as cinco principais operadoras de telefonia em atividade no Brasil - TIM, Vivo, Claro, Nextel e Oi - interrompam completamente o serviço de mensagens, como aconteceu em dezembro de 2015.

A ordem de interrupção do serviço foi tomada pelo juiz Marcelo Maia Montalvão. Caso as operadoras não cumpram a decisão judicial, elas deverão pagar uma multa diária de R$ 500 mil.

"A Claro, a Embratel e a NET esclarecem que receberam nesta segunda-feira notificação judicial dirigida a todas as principais empresas de telecomunicações", informou a companhia em comunicado. "As operadoras esclarecem que não são autoras e, também, não fazem parte da ação que resultou na referida ordem judicial", acrescentou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos