Processo de impeachment

Mesmo com afastamento, Cunha mantém foro privilegiado

Em Brasília

  • Pedro Ladeira/Folhapress

Mesmo após a decisão do ministro Teori Zavascki desta madrugada, de afastar do mandato o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o presidente da Câmara deve manter o foro privilegiado.

A decisão de Teori, relator da Operação Lava Jato no STF (Supremo Tribunal Federal), suspende as atividades parlamentares de Cunha, mas não retira as prerrogativas que o peemedebista tem como deputado.

Deste modo, Cunha continua a ser investigado e processado criminalmente pelo Supremo, e não pela Justiça de primeiro grau.

Teori pretende levar a decisão sobre o afastamento do deputado do mandato para ser referendada pelo plenário da Corte ainda nesta tarde.

A decisão foi assinada pelo ministro na madrugada e cumprida no início da manhã desta quinta-feira (5).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos