Vias de SP começam a ser liberadas, mas manifestação contra impeachment continua

São Paulo - As faixas da Avenida 23 de Maio, na capital paulista, no sentido do Bairro Paraíso, foram liberadas por volta das 7h30 da manhã desta terça-feira, 10. Na direção oposta, há uma faixa desobstruída. Mais cedo, manifestantes contrários ao impeachment da presidente Dilma Rousseff atearam fogo em pneus e madeira, bloqueando os dois lados da via. No entanto, há ainda problemas em outros pontos da capital.

A Marginal do Tietê, por exemplo, está com as pistas expressa e local bloqueadas entre as pontes Tatuapé e Aricanduva no sentido da rodovia Castello Branco. A Hélio Smidt, que dá acesso ao Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos, foi liberada, mas ainda há muito trânsito no local, o que se reflete na pista marginal da Via Dutra.

Manifestantes também estão na pista local da Marginal do Pinheiros, perto da Ponte do Morumbi. O engarrafamento é grande na região. Ao todo, são 100 km de vias congestionadas em São Paulo, segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET).

Há ainda relatos de protestos em estradas do Distrito Federal, Espírito Santo, Rio Grande do Sul e em Salvador, na Bahia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos