Senado abre processo de impeachment por 55 votos a favor e 22 contra

Brasília - Vinte horas e 34 minutos após aberta a sessão, o Senado aprovou o afastamento da presidente Dilma Rousseff e a instauração do processo de impeachment contra a petista por crime de responsabilidade. Dilma recebeu 55 votos pela retirada temporária dela, 22 contra. Não houve nenhuma abstenção. Com a decisão, a petista será afastada do cargo por até 180 dias, período em que deverá ser julgada por crime de responsabilidade, e o vice-presidente Michel Temer assumirá a presidência interina do País.

Após o resultado, Renan informou que a presidente será notificada ainda na manhã desta quinta-feira, 12, da decisão do Senado. Caberá ao primeiro-secretário da Casa, senador Vicentinho Alves (PR-TO), fazer essa notificação pessoalmente.

Ao final do processo, Dilma será afastada definitivamente do cargo se houver pelo menos 54 votos para condená-la.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos