Paes chama de 'erro' junção dos ministérios da Educação e da Cultura

Rio de Janeiro - Em cerimônia no Museu do Amanhã, nesta sexta-feira, 13, para o lançamento do Passaporte Cultural Rio, que dará gratuidade e descontos em atrações culturais, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PMDB), fez uma crítica à junção dos ministérios da Educação e da Cultura pelo presidente em exercício. Falando a uma plateia de artistas e produtores culturais, o prefeito chamou a medida de "um erro".

"Tem que ser feita uma mobilização tranquila e serena do setor, que tem força suficiente para fazer as pressões de forma adequada. Era importante ter mantido a pasta da Cultura. Isso é falar o óbvio. Quero reafirmar aqui o nosso compromisso com a cultura", declarou.

Depois da cerimônia, a jornalistas, ele amenizou o discurso. "É importante o esforço para reduzir o número de ministérios. A gente cobra essas coisas e na hora em que reduz não pode ficar criticando."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos