Tomei decisão de deixar o cargo sem consultar Temer, diz Jucá

Brasília - O ministro do Planejamento, Romero Jucá, que anunciou seu afastamento do cargo hoje, afirmou nesta segunda-feira, 23, que voltará ao Senado amanhã se o presidente em exercício, Michel Temer, permitir. Jucá disse ainda que tomou a decisão de se licenciar sem consultar o presidente e frisou que estava indo conversar com Temer para decidir o melhor caminho.

"Tomei a decisão de deixar o cargo sem consultar Temer, vou falar com ele agora", afirmou ao deixar a reunião do colegiado da Comissão Mista de Orçamento (CMO), antes de falar que irá ao Ministério Público questionar se sua fala com Sérgio Machado é "algum crime". "Entendo que não há crime em tudo que eu fiz", disse.

Jucá disse ainda que espera que a comissão vote ainda hoje a alteração da meta fiscal que permite um rombo de R$ 170,5 bilhões nas contas do governo ao final desse ano, mas caso o colegiado não vote hoje, o Congresso votará a matéria amanhã. "Se não votarem meta fiscal até 11 horas de amanhã, ela vai direto ao Plenário", disse.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos