Violência no Rio

Vítima de estupro coletivo deixa o Rio em programa de proteção

No Rio

  • Reprodução/TV Globo

A adolescente de 16 anos vítima de estupro coletivo em Jacarepaguá, na zona oeste do Rio de Janeiro, está deixando nesta terça-feira (31) o Estado com a família. Ela foi incluída no Programa de Proteção à Criança e ao Adolescente Ameaçado de Morte, do governo federal, e executado pelo governo estadual. Foi orientada a cortar qualquer tipo de contato com antigos amigos e não terá à disposição celular nem computador com internet.

O secretário estadual de Assistência Social e Direitos Humanos, Paulo Melo, recebeu a menina por uma hora na segunda-feira (30). Melo contou que ela relatou estar recebendo ameaças de traficantes. "Ela está assustada e quer mudar de vida, mas fiquei impressionado com a sua tranquilidade. É uma menina inteligente, articulada e amadurecida pela vida."

O lugar para onde ela foi levada com a mãe, o pai, a avó, o irmão e o filho não será divulgado. A adolescente foi vítima na semana passada, após sair de uma festa. Ela contou que acordou em uma casa que não conhecia, cerca de homens. A cena foi filmada e viralizou na internet.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos