PF monitora empresário por ligação terrorista

São Paulo - Suspeito de ligações com terroristas, o empresário libanês Ibrahim Chaiboun Darwiche usa tornozeleira há uma semana e está sendo monitorado pela Polícia Federal, em Chapecó, interior de Santa Catarina. A informação foi divulgada pelo jornal Folha de S. Paulo. Darwiche, que é dono de um restaurante na cidade, está proibido de adquirir ou portar armas, ter acesso a explosivos e não pode viajar sem comunicação prévia à PF. Sua comunicação pela internet ou telefone está sendo controlada. O empresário ficará sob vigilância ao menos até a Olimpíada.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos