Sessão da comissão do impeachment do Senado é suspensa por 40 minutos

Brasília - Menos de uma hora depois de ter começado a oitiva da primeira testemunha da acusação, o presidente da Comissão Especial do Impeachment, senador Raimundo Lira (PMDB-PB), teve que suspender a sessão devido ao início da ordem do dia no plenário. Ao retomar a reunião, em 40 minutos, os senadores continuarão a ouvir o procurador do Ministério Público de Contas junto ao Tribunal de Contas da União (TCU), Júlio Marcelo de Oliveira. Depois, será a vez de questionarem o auditor do Tribunal de Contas Antonio Carlos Costa D'Ávila Carvalho.

As duas testemunhas foram convidadas pelos os autores do pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff, os juristas Janaína Paschoal, Hélio Bicudo e Miguel Reale Jr.. Na pauta de hoje, também estão marcadas as oitivas de testemunhas indicadas por senadores. Do quadro de operação de crédito da Secretaria do Tesouro Nacional, falam Rogério Jesus Alves Oliveira, Adriano Pereira de Paula e Otávio de Medeiros. Durante os depoimentos, o relator, os parlamentares e a defesa possuem três minutos para fazer perguntas e outros três para as respostas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos