Morador de rua morre em madrugada mais fria do ano em São Paulo

Em São Paulo

Na madrugada mais fria dos últimos cinco anos, um morador de rua morreu de frio na rampa de acesso à estação Metrô Belém, na zona leste de São Paulo, na madrugada desta sexta-feira (10). João Carlos Rodrigues, que não teve a idade informada, não tinha sinais de violência pelo corpo e foi encontrado pelos seguranças do metrô.

Na madrugada desta sexta, a temperatura média na cidade foi de 5 ºC. A Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social do município informou que Rodrigues não teve nenhuma passagem pelos centros de acolhida de São Paulo.

Segundo a secretaria, apenas nos arredores do Metrô Belém são feitas, em média, três abordagens para oferecer acolhimento a moradores de rua. Ainda segundo a pasta, desde o dia 15 de maio, foram registrados mais de 240 mil acolhimentos pelo programa Operação Baixas Temperaturas. Apenas na madrugada de sexta-feira, foram 10.963 acolhimentos.

A Operação Baixas Temperaturas é colocada em ação quando há registro de temperaturas abaixo de 13 ºC. Nesses dias, em caráter excepcional, as vagas nos Centros de Acolhida são ampliadas de acordo com a demanda.

Temperatura

De acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), desde 2011 São Paulo não registrava temperaturas tão baixas como as da madrugada desta sexta-feira, 10. Em Parelheiros, no extremo sul da capital, os termômetros bateram 2,4ºC e em São Mateus, na zona leste, 3,3ºC. Segundo o CGE, a última vez em que a capital teve temperaturas baixas como estas foi em 28 de junho de 2011, com mínimas que oscilaram em torno dos 4,6ºC.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos