Dilma e Temer lamentam tiroteio nos EUA nas redes sociais

Brasília - A presidente afastada Dilma Rousseff e o presidente em exercício Michel Temer utilizaram as redes sociais, neste domingo (12), para lamentar o ataque a tiros em uma casa noturna frequentada pelo público LGBT em Orlando, na Flórida, que matou pelo menos 50 pessoas.

No Twitter e no Facebook, Dilma disse que "estamos vivendo momentos terríveis, tempos de preconceito e intolerância que ceifam vidas humanas". "Vamos juntos lutar contra esta barbárie. Meus sentimentos às famílias das vítimas, ao presidente Barack Obama e ao povo dos Estados Unidos", continuou.

Já Temer escreveu no microblog, há cerca de duas horas, que "lamenta enormemente a tragédia que vitimou dezenas de norte-americanos". Ele também expressou "solidariedade brasileira" às famílias das vítimas.

Até o momento, não há informações no Consulado-Geral do Brasil em Miami sobre cidadãos brasileiros feridos ou mortos no ataque à casa noturna Pulse. (Julia Lindner)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos