Sessão da comissão do impeachment é suspensa por 30 minutos

Brasília - Os senadores entraram em um acordo para suspender, por 30 minutos, a sessão da comissão especial do impeachment, para que a oposição participasse de uma audiência com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski.

O ministro é a instância máxima no processo de impeachment e analisa, por exemplo, recursos dos senadores de decisões votadas na comissão especial. Participarão do encontro senadores do PT e PCdoB, além do defensor da presidente Dilma Rousseff, o ex-advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo.

Os senadores vão retomar a reunião da comissão para ouvir a última testemunha do dia às 21h. Leonardo Albernaz, secretário de Macroavaliação Governamental do Tribunal de Contas da União (TCU), foi indicado pela acusação. Na próxima reunião, nessa terça-feira, 14, a comissão irá ouvir testemunhas da defesa.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos