Demissão de ministro causa bate-boca na Comissão do Impeachment

Brasília - Tão logo o ministro do Turismo, Henrique Alves, pediu demissão do cargo, a notícia foi comentada pelos senadores na Comissão Especial do Impeachment.

O tema foi trazido pela senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), que chegou a ler na comissão a notícia sobre a demissão do ministro. A iniciativa causou revolta na base de Temer, e um dos principais aliados do presidente, o senador Wlademir Moka (PMDB-MS), respondeu.

"Esse é um governo em que os ministros se demitem. Não ficam se escondendo na saia de ninguém", argumentou Moka. Gleisi rebateu dizendo que "não há escolha, diante da gravidade das denúncias".

O senador Ronaldo Caiado (DEM-GO) resolveu lembrar à oposição que também possuem parlamentares citados na delação de Sérgio Machado, ex-presidente da Transpetro. "Vamos parar de falar em corda em casa de enforcado", disse.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos