Após 1 hora de atraso, comissão do impeachment inicia sessão com testemunhas

Brasília - Com uma hora de atraso, os senadores deram início à sessão desta terça-feira, 21, da Comissão Especial do Impeachment. O colegiado continua a ouvir testemunhas da defesa. A reunião atrasou porque o presidente do colegiado, Raimundo Lira (PMDB-PB), estava presidindo a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), que analisava os projetos de reajuste do Judiciário e do Ministério Público da União (MPU).

Nesta terça-feira, 21, o primeiro convidado a ser ouvido é o ex-ministro da Secretaria de Direitos Humanos, deputado Pepe Vargas. Depois, devem ser ouvidos a ex-ministra do Planejamento, Orçamento e Gestão e ex-presidente da Caixa Econômica Federal Miriam Belchior, o ex-subsecretário de Planejamento e Orçamento do Ministério da Justiça, Orlando Magalhães da Cunha, e o coordenador de Orçamento e Finanças do Ministério da Justiça, Marcelo Minghelli.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos