Temer avalia que 'em dois anos e meio dá para colocar o Brasil nos trilhos'

O presidente em exercício Michel Temer fez um prognóstico de quanto tempo a economia brasileira vai sair da crise. "Em dois anos e meio dá para colocar o Brasil nos trilhos", afirmou em entrevista ao jornalista Roberto D'Avila, da Globonews. "A primeira coisa que devemos fazer é restabelecer a confiança", declarou. O presidente disse ter percebido "esperança nos investidores americanos", mas não confirmou se os Estados Unidos serão o primeiro destino de uma viagem internacional, caso seja mantido definitivamente no cargo. "O que estamos fazendo na política externa é universalizando o Brasil", definiu.

Temer afirmou que não há mais interesse na diferenciação entre pessoas de direita e de esquerda. O presidente voltou a prometer que manterá programas sociais de combate à miséria. "Enquanto houver pobreza extrema no País, temos de manter o Bolsa Família", afirmou. O presidente destacou que seu governo vai "verificar se a manutenção de crianças na escola está sendo cumprida pelas famílias (beneficiárias dos programas assistenciais".

Temer afirmou que os porcentuais mínimos de investimento em saúde e educação serão mantidos. O presidente disse ter gostado da sugestão do senador e ex-ministro da Educação Cristovam Buarque (PPS-DF) de federalizar algumas escolas do primeiro grau. "Houve muito 'prestigiamento' das universidades, mas caiu o do primeiro grau", comparou. (Luciana Nunes Leal)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos