Maioria do STF vota por transformar Cunha em réu por contas na Suíça

Brasília - A maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) já votou a favor de aceitar a segunda denúncia e transformar em réu na Lava Jato o presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Até agora, sete dos 11 ministros votaram. Marco Aurélio Melo, Edson Fachin, Dias Toffoli, Rosa Weber, Carmén Lúcia e Gilmar Mendes acompanharam o relator Teori Zavascki no entendimento de que o peemedebista é o titular das contas na Suíça e de que elas foram abastecidas por propina desviada da Petrobras.

Para Teori, há "indícios robustos" para aceitar a denúncia oferecida pela Procuradoria-Geral da República e abrir uma ação penal contra o peemedebista para apurar os crimes de lavagem de dinheiro, corrupção passiva, evasão fiscal e falsidade eleitoral. Cunha já é réu em um processo no STF e responde a pelo menos outros cinco inquéritos na Corte.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos