Paulo Bernardo deve passar a noite na carceragem da PF em São Paulo

São Paulo - Os presos da Operação Custo Brasil devem passar a noite na carceragem da Polícia Federal em São Paulo, onde devem prestar depoimento. Seis pessoas, entre elas o ex-ministro do Planejamento Paulo Bernardo, devem chegar ao aeroporto de Guarulhos por volta de 18h. A previsão da PF é que eles cheguem à sede do órgão, zona oeste da cidade, às 20h.

A PF não informou se os dois presos na capital paulista, o secretário municipal de gestão Valter Correia e um homem identificado como Washington, já prestaram depoimento. Eles também passarão a noite na carceragem da unidade paulistana da polícia federal.

Depois de ouvidos, a depender da decisão do juiz da 6ª Vara Federal, que expediu os mandados, eles podem ser distribuídos no sistema prisional estadual.

O ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto vai permanecer preso em Curitiba, onde foi detido no ano passado no âmbito da operação Lava Jato.

Duas pessoas com mandado de prisão preventiva não foram localizadas. A PF informa apenas que uma delas tem endereço em Brasília e a outra em Curitiba.

A operação foi deflagrada nesta manhã e é um desdobramento da 18ª Fase da Lava Jato, a Pixuleco II. A Custo Brasil é coordenada pela PF em São Paulo, em parceira com a Procuradoria da República e a Receita Federal.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos