Caiado critica tom evasivo de Meirelles sobre reajuste de servidores

Brasília, 28/06/2016 - O senador Ronaldo Caiado (DEM-GO) deixou o jantar dos senadores com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, insatisfeito com o discurso evasivo do governo em relação a pautas que tramitam no Congresso e que podem impactar ainda mais as finanças públicas. Aliado do governo, o democrata disse que o Executivo "não pode tergiversar" e que falta "pulso firme" e sinalização de um norte em questões como as propostas de reajustes a servidores que estão sendo apreciadas pelos parlamentares.

Logo no início dos debates, o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) disparou uma pergunta a Meirelles sobre qual deveria ser a postura do Senado ante os projetos que concedem reajustes a servidores justamente num momento em que o governo tenta apertar o cinto e conter gastos. Os senadores buscavam uma sinalização sobre a posição do Executivo, mas a resposta "não foi muito objetiva".

"O ministro disse que o parlamento vai analisar, avaliar, mas lógico que nossa posição é clara, não vamos apoiar todos esses aumentos propostos. Mas é preciso ter posição do governo", relatou Caiado na saída do jantar. "O governo mais do que nunca tem que ser sinalizador."

O senador democrata disse ainda que o parlamento deve conceder reajustes aos servidores do judiciário e do Ministério Público, "que estão há nove anos sem" recomposição salarial. "O resto nós afastaremos", garantiu.

Os senadores buscavam uma sinalização em meio à necessidade do governo em conter gastos. Neste ano, a meta fiscal prevê um déficit primário de R$ 170,5 bilhões. No ano que vem, deve haver novo déficit, como já reconheceu o ministro interino do Planejamento, Dyogo Oliveira. O valor, porém, ainda deve ser anunciado após revisão da equipe econômica.

O jantar de Meirelles com os senadores estava marcado para 20h30, mas o ministro chegou pouco depois das 21h. O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), é o anfitrião do encontro. (Idiana Tomazelli - idiana.tomazelli@estadao.com)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos