Reino Unido: Osborne planeta corte em impostos corporativos

O chefe do Tesouro do Reino Unido, George Osborne, planeja cortar os impostos corporativos do país para apenas 15%, em um esforço para atrair investimentos, após o impacto da decisão dos britânicos de se separarem da União Europeia (movimento conhecido com Brexit).

Osborne anunciou a nova meta de impostos em uma entrevista ao Financial Times publicada neste domingo. A atual taxa é de 20% e a autoridade já havia planejado reduzi-la para 17% até 2020, o que faria dos impostos corporativos do Reino Unido os mais baixos entre o grupo das 20 nações mais industrializadas e desenvolvidas.

A reportagem não conseguiu contato com um porta-voz do Tesouro para comentários.

O corte de impostos é parte de um plano mais amplo para impulsionar a economia do país na esteira do Brexit, de acordo com Osborne.

O Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês) disponibilizou 250 bilhões de libras (US$ 333 bilhões) em um montante de emergência para os bancos que podem ter de lidar com problemas de financiamento, e o presidente do BC, Mark Carney, sinalizou que a autoridade monetária pode cortar as taxas de juros nos próximos meses. Fonte: Dow Jones Newswires.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos