André Moura: alguns governadores não trabalharam por renegociação de dívidas

São Paulo - O líder do governo na Câmara, André Moura (PSC-SE), justificou em entrevista à TV Estadão e ao Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado, a primeira derrota sofrida pelo governo interino de Michel Temer, na noite desta quarta-feira, 6, quando os deputados rejeitaram pedido de urgência para o projeto que trata da renegociação das dívidas dos Estados. Na visão dele, foram os governadores que deixaram de trabalhar para aprovar matéria tão importante para seus Estados.

Indagado se a gestão Temer estaria enfrentando problemas com sua base aliada no parlamento, Moura rechaçou a indagação. "A base continua unida", disse, destacando que na manhã desta quinta-feira, 6, houve mobilização para aprovar relatório na comissão do pré-sal, mesmo com a Casa vazia. E emendou: "As ações da Petrobras estão subindo hoje (por conta dessa aprovação)". E disse que o tema é polêmico. "Esse tema é polêmico, tem alguns deputados contrários, temos que apreciar a lei de governança dos fundos e o mérito do pré-sal."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos