Operação Turbulência: PSOL pede para Janot federalizar investigação de morte

São Paulo - O PSOL pediu nesta quarta-feira, dia 6, ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot, a federalização das investigações sobre a morte de Paulo César de Barros Morato, considerado pela Operação Turbulência testa de ferro do esquema que teria movimentado R$ 600 milhões na campanha de Eduardo Campos (PSB) ao governo de Pernambuco e na aquisição do jatinho usado por ele na campanha presidencial de 2014.

Paulo Morato foi encontrado morto na no dia 22 de junho em um motel em Olinda, na região metropolitana do Recife. O empresário morreu por envenenamento com pesticida - veneno conhecido como chumbinho. A causa da morte foi divulgada no dia 30 pela Polícia Civil de Pernambuco.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos