CCJ retoma discussão e 'tropa de choque' de Cunha tenta suspender sessão

Brasília - Transcorridas duas horas e meia do início da sessão, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) retomou no início da tarde desta quarta-feira, 13, a discussão sobre o recurso que trata do processo de cassação do deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Ao longo da sessão, a "tropa de choque" do peemedebista atuou para atrasar os trabalhos. Foi solicitada a leitura integral da ata da reunião anterior. Além disso, dois requerimentos tinham o objetivo de retirar de pauta a análise do recurso. Quando a discussão enfim foi retomada, houve um pedido de suspensão por 30 minutos para almoço. "Precisamos almoçar", disse Carlos Marun (PMDB-MS). A solicitação foi recebida por críticas de rivais de Cunha.

O presidente da comissão, Osmar Serraglio (PMDB-PR), afirmou que fará uma avaliação do tempo que ainda será necessário para os trabalhos, que poderão ser suspensos, dada a previsão de eleição do novo presidente da Câmara nesta tarde. "Se for não factível, não haverá por que ficar insistindo num dia como hoje", disse. "Veremos a quantos chegaremos e talvez suspendamos".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos