Câmara e Senado terão agenda de votação expressa no segundo semestre

Ricardo Brito

Em Brasília

  • AP Photo/Felipe Dana

Os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), decidiram na noite de terça-feira (19) firmar um acordo com o presidente em exercício, Michel Temer, para realizar uma agenda de votações expressa no segundo semestre. O acerto foi firmado em jantar promovido por Temer no Palácio do Jaburu, que contou com a presença de Renan, Rodrigo Maia, o ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, e o secretário especial de Concessões, Moreira Franco.

Os detalhes da pauta que será votada ainda não foram definidos, mas os presidentes da Câmara e do Senado se comprometeram a fechá-la em breve com os líderes partidários. Na saída do jantar, Rodrigo Maia disse que, agora, existe diálogo entre a Câmara e o Senado para se construir uma pauta conjunta.

Questionados sobre se a pauta de Temer é a prioridade, ele respondeu: "Sem dúvida nenhuma, é uma das agendas prioritárias". Ele destacou que é necessário votar as propostas dessa agenda a fim de reduzir o desemprego no país.

Na saída do encontro, Renan Calheiros disse que Michel Temer não fez nenhum pedido específico a ele e Rodrigo Maia, mas destacou que, agora, haverá uma colaboração da Câmara e do Senado para se votar matérias de melhoria do ambiente econômico de uma forma "expressa".

Questionado sobre se haverá votação de propostas durante a campanha municipal, Rodrigo Maia disse que sim. "Cada um tem que fazer um sacrifício", respondeu, ao lembrar que o momento por que passa o País é diferente do de dois anos atrás.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos