Ligação da Queiroz Galvão a esquemas de corrupção 'não é inédito', diz Lava Jato

São Paulo e Curitiba - A força-tarefa da Operação Lava Jato apontou nesta terça-feira, 2, que o envolvimento da Construtora Queiroz Galvão em "grandes esquemas de corrupção não é inédito". A empreiteira e seus executivos Ildefonso Colares e Othon Zanoide são alvo da Operação Resta Um, 33ª fase da maior ação contra corrupção do País.

"O histórico de envolvimento do grupo com grandes esquemas de corrupção não é inédito, já figurado nas operações Monte Carlo, Castelo de Areia e Navalha, e tendo sido as duas últimas anuladas nos tribunais superiores", informou em nota a força-tarefa da operação.

Segundo o procurador Diogo Castor, a banalização das anulações de provas representa um alento para os criminosos que já tiveram participação em esquemas criminosos provados.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos