Mesmo com concessão, votação do projeto do acordo dos Estados ainda não começou

Brasília - Apesar de o Executivo ter acenado com mais uma concessão para viabilizar a aprovação do projeto de lei de renegociação da dívida dos Estados, deputados da oposição continuam obstruindo a sessão no plenário da Câmara e retardando o início da votação da matéria. Entre as estratégias adotadas pelos parlamentares está a proposição de uma série de requerimentos, um deles para votar todos os 12 artigos da proposta separadamente.

Mais cedo, o relator da matéria, deputado Esperidião Amin (PP-SC), anunciou a retirada do inciso que restringia a concessão de reajustes a servidores estaduais. A mudança foi acertada diretamente com o presidente em exercício Michel Temer, que deu o aval.

A mudança ocorreu um dia após o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, ter classificado as contrapartidas como "inegociáveis". Com isso, a única obrigação que restou aos Estados é a limitação do crescimento das despesas à inflação. (Idiana Tomazelli e Igor Gadelha)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos