Diretor da Hemobrás que foi alvo de operação da Polícia Federal renuncia ao cargo

Brasília - O médico Mozart Júlio Tabosa Sales foi dispensado, a pedido, do cargo de diretor da Empresa Brasileira de Hemoderivados e Biotecnologia (Hemobrás). Segundo o decreto publicado no Diário Oficial da União, Mozart renunciou ao cargo.

O médico foi alvo da Operação Pulso, deflagrada em dezembro do ano passado pela Polícia Federal. Ele já estava afastado do cargo por suspeita de envolvimento com organização criminosa especializada em direcionar licitações e desviar recursos públicos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos