Deputada do PSDB ataca proposta de candidato tucano em SP

São Paulo - Primeira titular da Secretaria de Pessoa com Deficiência de São Paulo, cargo criado em 2004 pelo então prefeito José Serra, a deputada Mara Gabrilli (PSDB) criticou a proposta do candidato tucano João Doria de extinguir a pasta que, segundo ela, foi uma referência no País. "Essa proposta é um retrocesso para a política pública da pessoa com deficiência. E, também, uma atitude que contraria a nossa Constituição."

A deputada citou ainda um tratado internacional do qual o Brasil é signatário. "Há uma convenção da ONU que não permite retrocesso. A diretriz é que se crie órgãos focados nesse tema."

Apesar de ser do PSDB, Mara é a responsável pela elaboração do capítulo relativo à pessoa com deficiência do programa de governo de Marta Suplicy, candidata do PMDB à Prefeitura. "Fiz para o Andrea (Matarazzo) quando ele ainda era do PSDB. Mas ele faz muito bem de usar (no programa de Marta, de quem é vice)."

Em nota, o secretário adjunto de Igualdade Racial, Eliseu Soares Lopes, disse que ficou "indignado" com as declarações de Doria. "Trata-se de uma canetada que afetaria diretamente as chamadas minorias." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos