Votação em 2º turno da PEC da DRU só deve ocorrer após impeachment, diz Renan

Brasília - O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), afirmou nesta terça-feira, 23, que a votação da proposta de emenda à Constituição que recria a Desvinculação das Receitas da União (DRU) não deverá ser concluída na sessão do plenário de hoje à tarde.

Renan avaliou que a proposta, por não ser consensual, será apreciada apenas em seu primeiro turno. Segundo ele, o segundo turno só será votado após a votação do processo de impeachment da presidente afastada, Dilma Rousseff.

"Para votarmos os dois turnos, precisa haver a dispensa do interstício. Como essa matéria é uma matéria que conflita, dificilmente nós conseguiremos (quebrar os prazos regimentais para acelerar a votação). Nós votaremos o primeiro turno e votaremos logo depois do julgamento (do impeachment) o segundo turno", disse.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos