Dilma afirma que resultado de votação fatiada é 'estranho'

São Paulo - A ex-presidente Dilma Rousseff (PT) afirmou nesta sexta-feira, 2, que achou estranho o resultado das duas votações de seu julgamento no Senado, na última quarta-feira. "Vota de uma vez de um jeito, vota de outra vez de outro. É no mínimo estranho", disse a petista em entrevista a correspondentes estrangeiros, no Palácio da Alvorada.

No Senado, ela foi afastada do cargo por 61 votos a 20 e manteve os direitos de exercer funções públicas por 42 votos a 36, votação insuficiente para aplicar a pena da inabilitação. Ela comentou que, como mineira, ficou "desconfiada" com o resultado. "Nós somos um povo muito desconfiado. Nem sempre a estrada dos votos é uma estrada retinha, ela é muito tortuosa", afirmou Dilma.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos