Agências bancárias são depredadas em protesto contra governo Temer no Sul

Porto Alegre - Centenas de pessoas contrárias ao governo do presidente Michel Temer ocuparam ruas de Porto Alegre para protestar pela terceira noite consecutiva. Entre a noite de sexta-feira e madrugada deste sábado (3), pelo menos quatro agências bancárias - Santander, Banco do Brasil, Itaú e Bradesco - foram depredadas no bairro Cidade Baixa, região central da cidade. Durante a ação, policiais da Tropa de Choque lançaram bombas de efeito moral para dispersar o grupo, que revidou com pedras e garrafas.

No protesto, diversos contêineres de lixo, do Departamento Municipal de Limpeza Urbana, foram derrubados e danificados. Alguns foram incendiados por jovens mascarados em meio a multidão. Na noite de quinta-feira, 144 contêineres de coleta seletiva de lixo da prefeitura de Porto Alegre foram depredados. O estrago causou um prejuízo de aproximadamente R$ 50 mil, segundo a direção do Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU) da capital gaúcha.

A manifestação da noite de sexta-feira começou de forma pacífica. A concentração ocorreu por volta das 18h30 na Esquina Democrática, no centro histórico de Porto Alegre. Em seguida, o grupo saiu em caminhada com faixas e cartazes pedindo a saída do presidente Temer. Várias ruas da região central e do bairro Cidade Baixa foram bloqueadas pelos manifestantes. Na noite anterior, três pessoas foram presas por policiais militares por causar danos ao patrimônio público. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos