'O Brasil precisa mudar', diz Janot durante posse de Cármen Lúcia no STF

São Paulo - Em seu pronunciamento na solenidade de posse da ministra Cármen Lúcia na Presidência do Supremo Tribunal Federal (STF) nesta segunda-feira, 12, o procurador-geral da República Rodrigo Janot afirmou que "o Brasil precisa mudar". "O sistema da nova República está em xeque", disse Janot.

Ao apontar os caminhos para o País, o procurador-geral condenou a "reação do sistema adoecido" contra a Operação Lava Jato. "Há claramente duas saídas, para o Brasil, nesta encruzilhada. A primeira, danosa e inaceitável, consiste numa reação vigorosa do sistema adoecido contra as instituições que combatem a sua estrutura intrinsecamente patológica. É possível, nessa linha, calar os que bradam a verdade inconveniente, promovendo mudanças cosméticas para que, como nos ensinou Lampedusa, tudo mude para permanecer como está", disse.

"A segunda, mais auspiciosa, revela-se em um movimento virtuoso de tomada de consciência da sociedade e de autodepuração do próprio sistema político-jurídico, na busca verdadeira de um novo arranjo democrático, que repila a corrupção e a impunidade na forma de fazer política."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos