Comissão de SP quer retificar certidões de 100 mortos

São Paulo - A Comissão da Memória e Verdade da Prefeitura de São Paulo quer a retificação das certidões de óbito de cerca de centena de militantes políticos que foram mortos na cidade por órgão envolvidos na repressão à oposição política durante os governos militares. Essa será uma das principais recomendações do relatório final da comissão.

Para a comissão, a retificação das certidões resgatará o que de fato houve com as pessoas. Na maioria dos casos, a polícia registrava nas certidões de óbito a causa da morte como atropelamento ou tiroteio, o que escondia mortes sob tortura ou execuções. "Muitas das causas estão equivocadas e cabe ao Ministério Público promover a retificação dessas certidões", disse o promotor José Carlos Bonilha.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos