Pozzobon: Lula e Marisa receberam imóvel em pagamento de propina de forma oculta

São Paulo - A força-tarefa da Lava Jato afirmou nesta quarta-feira, 14, que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e sua esposa, Marisa Letícia, estiveram envolvidos na aquisição, personalização e decoração do tríplex do Guarujá. "Essas três fases, aquisição, personalização e decoração, são todas vantagens entregues ao ex-presidente e a sua família", afirmou o procurador da República, Júlio Carlos Noronha.

Roberson Pozzobon, outro procurador da operação, afirmou que não há provas cabais de que Lula seja proprietário do imóvel. A propriedade, além dos contratos de armazenamento dos bens e reformas, seria de Lula, mas formalmente por intermédio da empreiteira OAS, acusada pela força-tarefa de pagar propinas ao ex-presidente. Para a força-tarefa, Lula e Marisa receberam a cobertura do imóvel como "pagamento oculto de propinas".

Os procuradores mostraram informações apuradas pelo Ministério Público Federal nos últimos três meses, desde que o Supremo Tribunal Federal (STF) autorizou que as investigações contra Lula fossem transferidas para a primeira instância. Tabelas com a planta do prédio, em que o apartamento tem informação como "vaga reservada", a transferência da propriedade da Bancoop para a empreiteira OAS e os tons de personalização mostram que o imóvel era destinado a Lula e a Marisa Letícia, sua esposa.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos