Procurador Dallagnol protagonizou grotesco espetáculo midiático, diz Rui Falcão

Em São Paulo

  • Cris Faga/Fox Press Photo/Estadão Conteúdo

    O presidente do PT, Rui Falcão

    O presidente do PT, Rui Falcão

O presidente nacional do Partido dos Trabalhadores (PT), Rui Falcão, abriu nesta quinta-feira (15), a entrevista coletiva de imprensa do ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva, em São Paulo. O presidente da legenda leu uma nota da executiva do partido com criticas à força-tarefa da Lava Jato.

Os ataques foram direcionados ao coordenador da força-tarefa da Lava Jato, procurador Deltan Dellagnol. Segundo a nota, o investigador protagonizou um "grotesco espetáculo midiático".

Para o presidente do partido, a apresentação dos procuradores ao denunciar Lula e mais sete pessoas por corrupção e lavagem de dinheiro ocorreu sem provas e politicamente orientada. "O chefe dos procuradores em Curitiba torna cada vez mais evidente o golpe que tirou Dilma", disse Falcão.

Ele conclamou os partidos e movimentos sociais para resistir contra a ação que, segundo a nota, busca tirar de cena "o principal líder do povo brasileiro". "A solidariedade nacional e internacional é trincheira fundamental no combate ao governo usurpador", comentou Falcão.

Rui Falcão disse ainda que a defesa de Lula vai trazer na mesma coletiva em que fala o ex-presidente informações sobre tomadas jurídicas contra a atitude da força-tarefa da operação.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos