Maia: pelo menos Moro refletiu e mudou de posição sobre prisão de Mantega

Brasília - O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse à reportagem concordar com a decisão do juiz Sérgio Moro em soltar o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega. Até parlamentares de oposição ao PT apontam exagero na prisão do ex-ministro quando ele acompanhava a cirurgia da mulher em um hospital de São Paulo.

"Pelo menos o juiz Moro refletiu e mudou de posição", afirmou Maia. Logo que a prisão foi tornada pública, no início da manhã, Maia preferiu não fazer comentários e disse apenas que estava acompanhando o noticiário.

Nos bastidores, as circunstâncias da prisão de Mantega foram atacadas por deputados que costumam se opor aos petistas. Um líder governista na Câmara afirmou que não iria discutir os motivos que levaram Moro a decretar a prisão do ex-ministro, mas classificou como "desumano" o fato de a operação ter sido efetivada no momento em que a mulher do ex-ministro passava por uma cirurgia. Para esse deputado, a revogação da prisão foi acertada, diante desse quadro delicado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos